Harry e Meghan apresentam bebê real ao público, em Windsor: ‘Um sonho’

O príncipe Harry e a duquesa Meghan Markle apareceram em público pela primeira vez com o filho nesta quarta-feira, em Windsor. O bebê, cujo nome e título real ainda não foram divulgados, é o sétimo na linha de sucessão ao trono britânico.

— Nós estamos muito felizes em ter o nosso pacotinho de alegria — destacou Harry ao aparecer com o filho nos braços diante de centenas de jornalistas.

Meghan deu à luz na manhã de segunda-feira, em circunstâncias ainda misteriosas. O casal confirmou que apresentará o filho ainda nesta quarta-feira à rainha Elizabeth II, avó do novo papai. A duquesa destacou que o bebê “tem o temperamento mais doce” e se disse feliz de ter ao seu lado “os dois melhores homens do mundo”.

— É mágico, é muito incrível. Eu tenho os dois melhores homens do mundo. Então estou muito feliz — ressaltou a americana, segundo o Extra.

Segundo Meghan, o herdeiro é “realmente calmo”.

— Eu não sei de onde ele herdou isso — brincou Harry.

Para especialistas, o bebê levará representatividade racial à realeza, embora não seja exatamente o primeiro integrante inter-racial da família.

Numa quebra da tradição, o anúncio do nascimento do bebê veio primeiro na conta recém-lançada de Harry e Meghan no Instagram, na qual recebeu mais de 750 mil curtidas em apenas uma hora. Ao contrário de Kate Middleton, a duquesa não apareceu com o bebê e o marido logo após dar à luz nos degraus de entrada do hospital.

Razão de festejos nas ruas do Reino Unido e de discurso emocionado do agora pai Harry, o novo bebê da realeza pode não ser príncipe. Caberá à rainha Elizabeth II conceder ou não o título real ao novo bisneto.

A duquesa de Sussex, de 37 anos, anunciara em outubro do ano passado que estava grávida, cinco meses depois de selar a união com o príncipe Harry no Castelo de Windsor. Já que Harry e Meghan são um casal menos tradicional dentro da realeza britânica, é possível que o nome do bebê tenha também um toque de novidade. O casal pediu doações a quatro instituições de caridade no lugar de presentes para o filho, assim como já haviam feito no seu casamento.

Aliás, toda a criação do bebê pode vir a ser acompanhada pelos britânicos, exibindo novas tendências sociais menos conservadoras. Resta saber quão reservada será a nova família, uma vez que esta é uma preocupação antiga de Harry e do seu irmão, cuja mãe, Diana, sofreu muito com a perseguição implacável de fotógrafos ao seu redor.

08/05/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *