Suspeito de tentar estuprar a filha e matar cachorro que a defendeu é preso

Suspeito de tentar estuprar a filha e matar cachorro que a defendeu é preso

Um homem foi preso nesta sexta-feira 02, acusado pela polícia de tentar estuprar a própria filha e, em seguida, espancar um cachorro até a morte, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. Um vídeo que mostra Alexander Soares Eguchi, de 42 anos, batendo no animal circulou pelas redes sociais. Após ter sua prisão preventiva decretada, ele se apresenou no Fórum Central, no Centro do Rio, de onde policiais o levaram para a 42ª DP (Recreio).

— Fui avisada e mandei uma equipe para prendê-lo e trazer para a delegacia — disse a delegada Márcia Julião, acrescentando que o suspeito vai responder por crime contra o meio ambiente e estupro, informa o Extra.

De acordo com a delegada, Eguchi tentou “agarrar a filha” de 21 anos, jogando-se em cima dela. Ainda segundo a policial, a jovem gritou por socorro, e o cachorro, da raça chow chow, correu atrás do suspeito e o mordeu. Com raiva, Eguchi teria amarrado o animal num poste e o espancado até a morte.

Toda a agressão contra o cachorro foi gravada em vídeo por um vizinho da família. As imagens foram publicadas nas redes sociais e revoltaram internautas. Ouvida na delegacia, a filha de Eguchi confirmou que ele a agarrou e a ameaçou. Segundo a delegada, ela não é filha biológica do suspeito, mas foi registrada e criada por ele.

Ao decretar a prisão preventiva do suspeito, o juiz Manoel Tavares Cavalcanti, do VII Juizado da Violência Doméstica, diz que a medida é necessária porque a “liberdade do denunciado atinge a manutenção da ordem pública, ameaça o normal desenvolvimento e julgamento da ação e prejudica a aplicação da lei penal”.

03/06/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *